Os sons da cozinha

A cozinha é um lugar de cheiros, cores, texturas e, é claro, sabores. Mas a audição também recebe estímulos deliciosos nesse espaço sagrado. Estímulos que, às vezes, mexem com a fome e o desejo com mais intensidade que o cheiro do bacon tostando na frigideira ou do bolo crescendo no forno.

Listo aqui meus três sons favoritos da cozinha. Quais são os seus?

1. Alho fritando

O som do óleo, azeite, manteiga esquentando na panela ou na frigideira é algo que me causa arrepio. E quando o alho cai naquele gordura quente, a sintonia do desejo toca no meu ouvido. É o som da fome boa, do apetite. Da mãe preparando o almoço no domingo, dos amigos descobrindo os sabores nas férias, do amor fazendo um agrado no Dia dos Namorados. É o som da promessa. Do que está por vir. O som das possibilidades. Das coisas boas que estão por vir.

2. Vinho caindo na taça

O som da rolha sendo arrancada da garrafa é o anúncio de que algo começou. O que sempre é bom. Mas eu gosto mesmo é de ouvir o vinho caindo na taça. O glup glup glup é um carinho no ouvido. Quase uma prévia da brincadeira que a bebida reserva ao paladar. É quando os sentidos começam a conversar.

3. Faca contra a tábua de madeira

Tec tec tec tec tec. Adoro ouvir como o alimento entre a faca e a madeira influencia o tec que o encontro entre as duas vai causar. Cenoura, carne, tomate, cada um tem seu tec particular.

O ar escapando da panela de pressão. O arroz fervendo na panela. A água enchendo a chaleira. O feijão deixando o pote. A sinfonia da cozinha é tão mágica quanto o conjunto de vozes no coral da igreja. Não é à toa que eu vou lá para rezar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.