Gole de ovo

Harmonização é algo muito importante. Sempre. Em qualquer área. Mas na boca é essencial. O que segue a seguir é pequeno poema de horror. Apenas para os fortes dos nervos e do estômago. Um história que eu espero que sirva de lição. Aprendam com meus erros. Ou vocês também sofrerão.

Fomos ao mercado, Deh e eu, pegar algo para um lanchinho.
O de sempre. Um doce, um pão e, é claro, vinho.

Encontramos um saco de massinhas. Pareciam carolinas vazias.
Com geleia, pensamos, ficariam divinas.

Caixa. Carro. Casa. Mesa posta.
Saca rolhas. Taças. Massinhas prontas para rechear.

A Deh foi a primeira a provar.
Vinho. Carolina. Vinho.
“Urgh! Má, você tem que experimentar.”
Não pode ser tão ruim assim, pensei antes de dar um golinho.

Quando o vinho desceu, o gosto de ovo eu senti.
Seguido do sabor de vômito, que eu despejei bem ali.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.