Leituras apetitosas – Bon Appètit

Tem sido difícil escrever sobre comida. Falarei sobre isso em breve. E uma das formas que eu tenho usado para recuperar meu apetite por comida e por palavras é ler as delícias que outras pessoas estão escrevendo. Não é fácil achar uma boa newsletter sobre comida que não seja barrotada de receitas. Mas de vez em quando aparece uma notificação de e-mail com um saboroso texto que  não envolve xícaras, gramas e tempo de preparo.

A própria revista Bon Appétit que eu indico neste post geralmente me soterra de receitas que eu não quero fazer. Porém, entre dicas infalíveis de como preparar uma torta com ingredientes que não encontramos no Brasil, eu me deparei com um relato suculento de Priya Krishna, uma estadunidense descente de indianos que cresceu como vegetariana no Texas, a capital americana no churrasco.

Essa leitura é um excelente exercício de olhar. Olhar além do que acreditamos ser o padrão. Olhar questionando ditas verdades. Olhar para os próprios hábitos.

Segue um trecho traduzido livremente por moi. O artigo completo você encontra aqui em inglês.

Mesmo depois de comer carne por oito anos, experimentando pratos que os carnívoros* apresentam com termos como “o melhor”, eu ainda não estou convencida de que carne é uma parte essencial da minha dieta. A cozinha vegetariana, eu acredito, abre caminho para um certo tipo de criatividade que as pessoas não utilizam com frequência quando cozinham carne.

*Eu não apoio o uso do termo carnívoros para indicar humanos que comem carne. Pelo amor da pizza, humanos são onívoros: animais com capacidade para metabolização de diferentes classes alimentícias, tendo assim uma dieta alimentar menos restrita que a dos carnívoros ou herbívoros. Normalmente são predadores, mas têm o aparelho digestivo adaptado a metabolizar diferentes tipos de alimentos. Alguns ESCOLHEM uma dieta sem carne, mas  somos todos onívoros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.