Purê de batata no cachorro quente

Juiz determina pena alternativa para paulista que colocou ketchup na pizza

O juiz Borba Gato determinou que Marília Passos, paulista presa colocando ketchup em uma pizza no Rio de Janeiro, cumpra uma pena alternativa. A ré deverá cumprir seis meses de prestação serviços a comunidade e comprovar o consumo semanal de cachorro quente com purê de batata.

A decisão foi tomada após a defesa ter recorrido contra a sentença de quatro meses de reclusão, decretada pelo Supremo Tribunal Paulista. “A sentença alternativa condiz com o baixo potencial ofensivo da nossa cliente. E o Código da Comida Paulista precisa rever algumas leis que só servem para grupos como os Cagadores [Clube Paulistano de Cagação de Regra] reprimirem as liberdades individuais das pessoas”, comentou o advogado de defesa João da Sé.

Marília Passos não falou com a imprensa, mas fez um post em uma rede social que logo foi deletado comentando a sentença.

3 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.