As leituras de 2017

Não é só de comida que se alimenta um corpo, por isso, vou começar a escrever também sobre o que nutre e satisfaz minha mente e minha alma. Já escrevi algumas palavras sobre o Murakami e a forma como ele descreve comida, sobre o delicioso Minha Mãe Fazia da Ana Holanda e outras Leituras Apetitosas, e agora apresento a você minha lista de leitura de 2017.

Nesse ano que passou, segui um dieta literária nova e extremamente nutritiva: li somente mulheres. E, apesar de ter lido pouco, não por falta de oferta no mercado de obras incríveis assinadas por escritoras fantásticas, sai dessa experiência tão transformado quando do Setembro Sem Carne e do Fevereiro Sem Açúcar. Meu paladar par histórias entra em 2018 muito mais apurado. Agora é gritante a presença majoritária de homens em histórias contadas por homens. Chega a ser irritante. Tão difícil de engolir quanto uma bolacha de maisena.

Pretendo voltar a ingerir autores este ano, mas com moderação para evitar indigestão.

  1. No one belong here more than you
    Miranda July
    Meu livro favorito! Contos que mostram pessoas de uma forma inesperada, mas totalmente normal. Cada linha desse livro faz eu me sentir aqui, em um lugar ao qual eu pertenço.
  2. O enterro das minhas ex
    Anne-Charlotte Gauthier
    Uma graça! Delicioso como um petisco que você quer ter sempre por perto para beliscar mais!
  3. A arte de pedir
    Amanda Palmer
    Uma lição sobre como ser mais gentil com você, com seu trabalho e com a sua arte.
  4. Rosehead
    Ksenia Anske
    Conheci a Ksenia em uma foto no Instagram. Fiquei intrigada por aquela mulher linda com cabelos rebeldes – sim, eu vejo um semelhança aqui – e quis saber mais sobre quem ela é. Encontrei uma escritora com uma mente incrível para histórias de terror. Hoje, ela também é inspiração para a autora que um dia eu quero ser: disciplinada.
  5. Apenas garotos
    Patti Smith
    Adoro biografias! E esta é especialmente bem escrita, então eu me senti vendo cada cena, ouvindo cada conversa e sentindo cada gosto, até os mais desagradáveis.
  6. Outros jeitos de usar a boca
    Rupi Kaur
    Eu não tenho o que dizer sobre esse livro além de: se eu tivesse dinheiro suficiente para comprar um cópia dele para cada mulher que eu conheço, eu compraria. Obrigada, Rupi, por dizer o que eu mal consigo pensar!
  7. Onde cantam os pássaros
    Evie Wild
    Gosto muito de ficção científica e me encontrei mergulhada nessa estranha história. Ainda estou digerindo tudo que li para ser honesta.
  8. Minha Mãe Fazia
    Ana Holanda
    Escrevi sobre esta delícia aqui e aqui. Leiam! Inspirem-se! Esse livro de receitas é um convite à memória, às histórias da própria família, à criação de novas tradições e, é claro, à cozinha.
  9. A Amiga Genial
    Elena Ferrante
    Registro aqui minha devoção a Elena Ferrante. Que mulher! Que texto! Que história! Estou apaixonada por Lina e Lenu, pelo universo contado nesse livro, pela forma que vemos mais do mundo junto com essas personagens. Já coloquei os outros livros da série Napolitana na minha lista de leituras de 2018.
  10. A Redoma de Vidro
    Sylvia Plath
    Excepcional! Do tipo de livro que te transforma! Te abraça, te bate e cospe. Não é para os fracos de estômago, mas talvez sejam justamente eles que devem ler essa obra.
  11. O Conto da Aia
    Margareth Atwood
    Uau! Eu vi a série e amei cada detalhe. O livro nos leva para um mundo tão horrível e tão possível que dá para sentir o gosto. Impossível não ficar a flor da pele durante a leitura e sentir a indignação na ponta da língua toda vez que temos que tentam nos tirar mais um direito, nos esmagar com mais um abuso.
  12. Julie & Julia
    Julie Powell
    Eu gostei do filme e quis conhecer o livro. A ideia do projeto é admirável, mas eu não sei de onde tirei forças para chegar ao final desse livro. Definitivamente, not my cup of tea!
  13. A Cor Púrpura
    Alice Walker
    Mais que um livro, uma experiência. As cartas de Celie te pegam pelo peito e te arrastam na dor e no amor sem piedade. Uma história linda e devastadora. Obrigatório!
  14. Todos os meus ex-heróis são machistas
    Taís Bravo
    Imemorável.  ¯\_(ツ)_/¯

Espero ler mais este ano! E se quiser ler comigo, é só me acompanhar no Goodreads, uma rede social para leitores. NERD ALERT!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.